Teatro

Por que a Broadway está esperando até o outono para reabrir

A venda de ingressos agora permite aos produtores avaliar o interesse em seus programas, como colocar o dedão do pé na água para verificar a temperatura. Existe uma demanda estrondosa ou é mais morna?

Um homem passa pelo Ambassador Theatre onde Chicago se apresentou pela última vez há um ano, quinta-feira, 6 de maio de 2021, em Nova York. O governador Andrew Cuomo anunciou que os teatros da Broadway podem reabrir em 14 de setembro.

Um homem passa pelo Ambassador Theatre onde Chicago se apresentou pela última vez há um ano em Nova York. O governador Andrew Cuomo anunciou que os teatros da Broadway podem reabrir em 14 de setembro.

AP

NOVA YORK - Os shows da Broadway estão se atropelando para anunciar que os ingressos estão mais uma vez disponíveis. Mas não se arrume ainda: as cortinas só vão subir em setembro ou outubro.

Hamilton, The Lion King e Wicked retornam em 14 de setembro, assim como Chicago. Ain't Too Proud - A vida e os tempos das tentações recomeça em 16 de outubro, O Fantasma da Ópera em 22 de outubro, Jagged Little Pill em 21 de outubro e Come From Away em 21 de setembro. Seis, que havia planejado aberto oficialmente no dia da paralisação de 2020, será reiniciado em 17 de setembro, assim como a Utopia americana de David Byrne. A Sra. Doubtfire retornará em 21 de outubro. Mais são esperados para anunciar novas datas em breve - para o outono.

pode triunfar derrubar a eleição

A venda de ingressos agora permite aos produtores avaliar o interesse em seus programas, como colocar o dedão do pé na água para verificar a temperatura. Existe uma demanda estrondosa ou é mais morna? Quão duradouro é o interesse? Assim que os produtores obtiverem as respostas - e o muito necessário dinheiro dos frequentadores do teatro interessados ​​- eles podem planejar. Programas que encontram uma resposta morna podem precisar investir em mais publicidade ou mudá-la.

Longe do Great White Way, os shows já foram abertos com públicos socialmente distantes, mas isso não é possível para os 41 teatros da Broadway. As demandas financeiras simplesmente não favorecem manter muitos assentos propositalmente vazios.

Os shows da Broadway atraem turistas - que eram cerca de dois terços das pessoas sentadas antes da pandemia chegar - e os produtores estão apostando que o número de visitantes aumentará no outono. A esperança é que os amantes do teatro - turistas e nova-iorquinos - aplaudam ruidosamente o retorno. Será uma grande ocasião.

No momento em que as luzes do teatro se apagarem e as luzes do palco se acenderem, provavelmente será um dos momentos mais emocionantes do teatro em Nova York. E mal posso esperar para ficar parada no fundo do teatro, diz Stacey Mindich, a produtora principal de Dear Evan Hansen.

Os shows da Broadway não podem simplesmente recomeçar como apertar um interruptor de luz, especialmente grandes musicais. Membros do elenco podem ter saído, exigindo novas contratações. As orquestras e conjuntos devem reaprender suas partes, os coreógrafos precisam do elenco na sala para sincronizar e os clientes precisam verificar os encaixes. Os produtores dizem que a tarefa é como abrir um programa do zero novamente.

A pandemia também trouxe novos temores de segurança para tudo, desde o manuseio de adereços até a limpeza do teatro. Os assentos da Broadway são muito próximos uns dos outros e os locais não são particularmente arejados ou espaçosos. Para entrar antes da pandemia, era preciso ficar em uma longa fila e se espremer nas entradas. Não é nenhuma surpresa que o primeiro relatório de COVID-19 invadindo a Broadway foi quando um porteiro de meio período e segurança testou positivo.

Portanto, é necessário responder às perguntas: as verificações de temperatura serão suficientes? Os atores devem ser vacinados? O público terá que mostrar cartões de vacinação? As máscaras serão necessárias? Alguns proprietários de cinemas instalaram novos filtros de ar e alguns atualizaram os banheiros. Isso é suficiente? Os programas podem eliminar o intervalo e o serviço de bar para impedir que as pessoas se misturem? Produtores e líderes sindicais devem chegar a acordos sobre todas essas questões antes da abertura dos shows.

dusty hill zz baixista top

O público também terá que se ajustar. A atriz Katharine McPhee se perguntou sobre pequenas coisas, como gente tossindo durante um show. Isso costumava ser irritante; agora pode estar desencadeando. Acho que vai demorar muito para que as pessoas não tenham algum trauma relacionado ao medo de todos nós, disse ela.

Esses programas provavelmente se sairão melhor, pelo menos inicialmente, têm legiões de fãs e histórias como uma fonte de entretenimento testada - pense em Hamilton, The Lion King e Wicked. As que estão nas posições mais precárias são novas peças ou musicais que poucos conhecem, mas que estão abrindo corajosamente a pós-pandemia. Inicialmente, após 18 meses de demanda reprimida, os amantes do teatro devem fazer questão de comprar ingressos e torcer pelo retorno. Mas os meses após esses fãs obstinados terem vindo e ido serão os mais complicados. Os atores de teatro certamente estão esperançosos.

Acho que, para mim, redefiniu minha paixão pelo teatro, diz Jesse Tyler Ferguson, que está esperando que seu renascimento de Take Me Out reinicie. Acho que, para muitas pessoas, é algo que consideramos natural. E acho que quando voltarmos a ser capazes de comungar e nos juntarmos para assistir a teatro ao vivo, terei o mesmo sentimento em meu coração e em minha alma de quando me sentei para ver meu primeiro show da Broadway aos 17 anos.

Longe do Great White Way, os shows já foram abertos com públicos socialmente distantes, mas isso não é possível para os 41 teatros da Broadway. As demandas financeiras simplesmente não favorecem manter muitos assentos propositalmente vazios.

os muitos santos de newark são um filme ou série

Os custos operacionais médios de uma peça são de cerca de US $ 300.000 por semana, enquanto os custos semanais chegam a US $ 600.000 para musicais. O senso comum é que muitos programas precisam vender pelo menos 80% dos ingressos apenas para empatar. Descobrir o preço dos ingressos também será uma dor de cabeça: deve haver preços regulares inicialmente e, em seguida, grandes descontos no outono para atrair clientes mais cautelosos? A Disney está atraindo clientes prometendo pagar todas as taxas da Ticketmaster e oferecendo aos compradores nervosos de ingressos a liberdade de trocar ou até mesmo cancelar os ingressos sem nenhum custo. Haverá muitos cálculos numéricos de agora até o outono.

Deixando as finanças de lado, a comunidade teatral existente está passando por um período reflexivo e turbulento à medida que é criticada por pessoas - dentro e fora do negócio - exigindo justiça racial, inclusão, salários justos, responsabilidade e representação.

Estimulados pelos protestos contra a morte de George Floyd, policial, manifestantes foram às ruas para denunciar o sindicato Actors Equity Association e forçaram com sucesso o produtor Scott Rudin a se afastar diante de acusações de intimidação. As vozes clamam por mudanças no atacado em um sistema que está estático há décadas. Levará tempo para descobrir o que é uma Broadway mais inclusiva.

Acho que chegamos a um ponto em que as pessoas estão ouvindo e dispostas a fazer mudanças, Vanessa Williams, uma líder do novo grupo Black Theatre United , disse em março. É quase como um botão de redefinição agora: ‘OK, agora estamos ouvindo e agora faremos alterações’.

Obrigado por inscrever-se!

Verifique sua caixa de entrada para ver se há um e-mail de boas-vindas.

nancy ludwig hughes death
O email Ao se inscrever, você concorda com nossos Aviso de privacidade e os usuários europeus concordam com a política de transferência de dados. Se inscrever