Esportes Olímpicos

Cuba confirma deserção de jogador de beisebol na Flórida

A Federação Cubana de Beisebol identificou o jogador como César Prieto, de 22 anos.

Vários jogadores de beisebol cubanos entram em campo durante um intervalo do treinamento no Estadio Latinoamericano em Havana, Cuba.

Vários jogadores de beisebol cubanos entram em campo durante um intervalo do treinamento no Estadio Latinoamericano em Havana, Cuba.

AP

HAVANA - A Federação Cubana de Beisebol confirmou na noite de quarta-feira que um dos jogadores da seleção nacional desertou poucas horas depois que a equipe chegou à Flórida para participar de um torneio de qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

A organização identificou o jogador como César Prieto, de 22 anos.

A sua decisão, contrária ao compromisso assumido com as pessoas e a equipa, gerou desdém entre os seus pares e demais membros da delegação, afirmou a federação.

A equipe chegou à Flórida após meses de luta para obter vistos dos EUA, para os quais os jogadores entraram com pedidos em três outros países devido a sanções dos EUA que impediram o Consulado dos EUA em Havana de emitir os documentos.

As licenças foram finalmente entregues na terça-feira em um esforço especial feito pela Embaixada dos Estados Unidos em Havana.

Oito nações - Cuba, Estados Unidos, Venezuela, Porto Rico, República Dominicana, Nicarágua, Colômbia e Canadá - lutarão por uma vaga no torneio de beisebol olímpico de Tóquio, com seis times. O torneio vai de 31 de maio a 5 de junho em West Palm Beach e Port St. Lucie, mas os jogos de exibição estão agendados antes disso.

Com três medalhas de ouro e duas de prata, Cuba dominou o beisebol olímpico.